1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Galeria Fotos
Mohammed Morsi em foto de julho de 2012 Um imigrante sobrevivente dos recentes naufrágios recebe atendimento médico da Cruz Vermelha no Porto de Catania, na Sicília, Itália Contas sob suspeita. Posto da Petrobrás na Rodovia dos Imigrantes, em SP: impasse sobre balanço já dura cinco meses Em velório de compositor, mulher colocou cavaquinho, camisa do time e ursos de pelúcia dos filhos no caixão Tornado atingiu a cidade de Xanxerê na tarde desta segunda-feira, 20 Temporal deixou rastros de destruição na cidade de Xanxerê, a cerca de 40 km de Chapecó, região Oeste de Santa Catarina D. Sergio da Rocha é eleito presidente da CNBB Professor Paulo Sérgio João, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), fala em seu escritório em Perdizes O ataque ocorreu pouco depois das 9h30 (hora local), na escola de ensino médio Joan Fuster, no bairro de Navas  A Fogo de Chão tem 26 restaurantes nos EUA e nove no Brasil Ele está lançando o CD 'Rua da Emenda' no Brasil Em pouco mais de 3h30 é possível percorrer de carro (na mão inversa, é verdade) os 288 quilômetros que separam Londres de Wakefield. O motivo para fazê-lo tem 2 quilômetros quadrados e uma centena de obras de arte. Como o nome indica, o forte do Yorkshire Sculpture Park (ysp.co.uk) são as esculturas de artistas do mundo todo. Até o fim da primavera, estão em cartaz exibições de Nick Crowe e Ian Rawlinson, além da mostra Back To a Land, de Henry Moore. Em maio, o parque deve receber as formas malucas e provocadoras de Laura de Santillana. Entrada grátis.  Por mais que se escute sobre o misto de museu, galeria e jardim botânico nos arredores de Belo Horizonte, a surpresa sempre impera nos recém-chegados. As obras que colocaram Brumadinho no mapa das artes e do turismo – só em 2014 foram mais de 400 mil visitantes – fizeram do Inhotim (R$ 25; inhotim.org) o maior museu ao ar livre do mundo. Dois dias é o período ideal para absorver com calma os trabalhos de Tunga, Adriana Varejão, Olafur Eliasson e Chris Burden. Além das obras espalhadas pelo jardim, 10 galerias abrigam telas e fotografias, além de inúmeras experiências sensoriais. À primeira vista, o local parece um simples parque de diversões à moda antiga. Carrossel, roda-gigante, tudo em seu lugar. Contudo, bastam alguns passos pelo Machines de L’Île (A 28; lesmachines-nantes.fr) para perceber que as estrelas do lugar são grandes esculturas. Na verdade, grandes máquinas que se movem pelo parque, na cidade de Nantes, a 385 quilômetros de Paris. E o melhor: dá para passear nelas. Rei soberano das alamedas do parque, Le Grand Éléphant faz jus ao nome, com seus 12 metros de altura, 21 de comprimento e 48 toneladas, podendo carregar até 50 passageiros em seu deque. Experimente pilotar a formiga gigante e sentir-se uma mosca no túnel de vento. Dar de cara com obras de Antonio Gaudí em Barcelona é a coisa mais natural do mundo, mas na Itália é, no mínimo, surpreendente. Na Toscana, nos arredores da pequenina Capalbio, fica o Giardino dei Tarocchi (A 12; giardinodeitarocchi.it) – Jardim dos Tarôs, em italiano. O colorido conjunto de obras lembra as que o arquiteto catalão espalhou pelo Parque Guell, mas é obra da franco-americana Niki de Saint Phalle. As imensas e coloridas esculturas enfeitadas por mosaicos representam cartas do tarô e começaram a ser produzidas na década de 1970, quando Niki adquiriu a propriedade. O parque nunca foi terminado como idealizava a artista, que morreu em 2002. No entanto, o lugar parece uma bem acabada locação de um filme de Almodóvar. Autorretrato. Imagem é resposta para a reclusão Surpresa. Garoto e pai, retratados em Nova York, em 1956: beleza nos detalhes do cotidiano  Antonio Fagundes e Stênio Garcia na volta do seriado, em 2003 Cunha interpreta personagem na novela 'Os Dez Mandamentos', da Record Jaguar E-Type de 1973 que ficou guardado por 25 anos em celeiro após pertencer a avô, filho e neto e foi vendido Jaguar E-Type de 1973 que ficou guardado por 25 anos em celeiro após pertencer a avô, filho e neto e foi vendido Jaguar E-Type de 1973 que ficou guardado por 25 anos em celeiro após pertencer a avô, filho e neto e foi vendido Jaguar E-Type de 1973 que ficou guardado por 25 anos em celeiro após pertencer a avô, filho e neto e foi vendido Jaguar E-Type de 1973 que ficou guardado por 25 anos em celeiro após pertencer a avô, filho e neto e foi vendido Jaguar E-Type de 1973 que ficou guardado por 25 anos em celeiro após pertencer a avô, filho e neto e foi vendido Jaguar E-Type de 1973 que ficou guardado por 25 anos em celeiro após pertencer a avô, filho e neto e foi vendido Jaguar E-Type de 1973 que ficou guardado por 25 anos em celeiro após pertencer a avô, filho e neto e foi vendido Jaguar E-Type de 1973 que ficou guardado por 25 anos em celeiro após pertencer a avô, filho e neto e foi vendido
< >
< >