1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Descarrilamento no Rio de Janeiro

Galeria Fotos
O descarrilamento de um trem de passageiros na madrugada desta quarta-feira, 22, na Estação de São Cristóvão, na zona norte do Rio de Janeiro, está causando caos no transporte público na região metropolitana. Milhares de passageiros estão imobilizados em estações nas zonas norte e oeste e na Baixada Fluminense. Já ocorreram depredações.
ERBS Jr./Frame/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

O descarrilamento de um trem de passageiros na madrugada desta quarta-feira, 22, na Estação de São Cristóvão, na zona norte do Rio de Janeiro, está causando caos no transporte público na região metropolitana. Milhares de passageiros estão imobilizados em estações nas zonas norte e oeste e na Baixada Fluminense. Já ocorreram depredações.

Sem os trens, milhares de pessoas procuraram ônibus e o metrô, que superlotaram. Não há previsão de retomada do tráfego ferroviário até a estação terminal Central do Brasil, no centro.
Marcos de Paula/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

Sem os trens, milhares de pessoas procuraram ônibus e o metrô, que superlotaram. Não há previsão de retomada do tráfego ferroviário até a estação terminal Central do Brasil, no centro.

Concessionária do transporte ferroviária, a empresa Supervia informou em nota que um trem que seguia da Central do Brasil à de Saracuruna, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, saiu dos trilhos às 5h15, antes de chegar à parada de São Cristóvão. Vagões atingiram a rede elétrica, que foi derrubada sobre a linha. A empresa será multada pela agência de transportes pela paralisação, que já dura 8 horas. O valor da penalidade não foi revelado.
Marcos de Paula/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

Concessionária do transporte ferroviária, a empresa Supervia informou em nota que um trem que seguia da Central do Brasil à de Saracuruna, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, saiu dos trilhos às 5h15, antes de chegar à parada de São Cristóvão. Vagões atingiram a rede elétrica, que foi derrubada sobre a linha. A empresa será multada pela agência de transportes pela paralisação, que já dura 8 horas. O valor da penalidade não foi revelado.

O problema afetou todo o transporte ferroviário no Grande Rio. Na Estação São Francisco de Xavier, a última antes da Maracanã e da São Cristóvão, os passageiros tiveram que saltar nos trilhos para tentar uma condução que os levasse ao centro, destino da maioria dos trabalhadores.
Fábio Motta/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

O problema afetou todo o transporte ferroviário no Grande Rio. Na Estação São Francisco de Xavier, a última antes da Maracanã e da São Cristóvão, os passageiros tiveram que saltar nos trilhos para tentar uma condução que os levasse ao centro, destino da maioria dos trabalhadores.

Estação concentradora de trens, Deodoro, na zona oeste, também registrou problemas graves, com desinformação, tumultos generalizados e até congestionamento de composições nos trilhos. Às 7h30, ao desconfiar que um trem partiria, centenas de passageiros saíram correndo em direção a ele, o que aumentou ainda mais a confusão.
Fábio Motta/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

Estação concentradora de trens, Deodoro, na zona oeste, também registrou problemas graves, com desinformação, tumultos generalizados e até congestionamento de composições nos trilhos. Às 7h30, ao desconfiar que um trem partiria, centenas de passageiros saíram correndo em direção a ele, o que aumentou ainda mais a confusão.

Como não havia ônibus suficientes, a aglomeração resultou em tumultos e correrias. Já saturada, a Linha 2 do Metrô, que cruza os subúrbios cariocas, não comportou o acréscimo de milhares de passageiros - as estações estão superlotadas. Policias militares e funcionários da Supervia que estavam no local só foram ajudar a mulher depois que os passageiros começaram a gritar por socorro. Ainda desacordada, ela foi levada em por policiais para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).
Fábio Motta/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

Como não havia ônibus suficientes, a aglomeração resultou em tumultos e correrias. Já saturada, a Linha 2 do Metrô, que cruza os subúrbios cariocas, não comportou o acréscimo de milhares de passageiros - as estações estão superlotadas. Policias militares e funcionários da Supervia que estavam no local só foram ajudar a mulher depois que os passageiros começaram a gritar por socorro. Ainda desacordada, ela foi levada em por policiais para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Parados nas estações, passageiros reclamavam da falta de opções e da incapacidade dos funcionários da Supervia de dar alguma orientação útil. Outra reclamação é sobre a devolução do dinheiro. A empresa estaria distribuindo uma espécie de vale, papel que não está sendo bem aceito pelos passageiros retidos.
Fábio Motta/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

Parados nas estações, passageiros reclamavam da falta de opções e da incapacidade dos funcionários da Supervia de dar alguma orientação útil. Outra reclamação é sobre a devolução do dinheiro. A empresa estaria distribuindo uma espécie de vale, papel que não está sendo bem aceito pelos passageiros retidos.

Os trens chamados semidiretos (param em menos estações) circulam até a estação Engenho de Dentro (zona norte), a 15 km do centro. Os paradores - pegam passageiros em todas as estações dos ramais - vão até São Francisco Xavier , a cerca de 8 km do centro. Os trens dos ramais Saracuruna e Belford Roxo (ambos na Baixada Fluminense) seguem até a estação Triagem, a 12 km do centro.
Marcos de Paula/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

Os trens chamados semidiretos (param em menos estações) circulam até a estação Engenho de Dentro (zona norte), a 15 km do centro. Os paradores - pegam passageiros em todas as estações dos ramais - vão até São Francisco Xavier , a cerca de 8 km do centro. Os trens dos ramais Saracuruna e Belford Roxo (ambos na Baixada Fluminense) seguem até a estação Triagem, a 12 km do centro.

Por causa da superlotação nas plataformas, o Metrô chegou a fechar as entradas das estações de Triagem e Pavuna (zona norte), para evitar que as pessoas fossem empurradas sobre os trilhos. A companhia informou, pelo Twitter, que, a partir das 6h, reforçou a quantidade de trens na linha 2, que atravessa os subúrbios e são alternativa bastante usada pelos passageiros que preferem não se arriscar no sempre problemático transporte ferroviário.
Marcos de Paula/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

Por causa da superlotação nas plataformas, o Metrô chegou a fechar as entradas das estações de Triagem e Pavuna (zona norte), para evitar que as pessoas fossem empurradas sobre os trilhos. A companhia informou, pelo Twitter, que, a partir das 6h, reforçou a quantidade de trens na linha 2, que atravessa os subúrbios e são alternativa bastante usada pelos passageiros que preferem não se arriscar no sempre problemático transporte ferroviário.

A concessionária Supervia informou que técnicos estão no local do acidente na tentativa de reparar o sistema energético da linha e normalizar a operação o mais rapidamente possível. O trem acidentado foi retirado dos trilhos cinco horas após o descarrilamento.
Marcos de Paula/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

A concessionária Supervia informou que técnicos estão no local do acidente na tentativa de reparar o sistema energético da linha e normalizar a operação o mais rapidamente possível. O trem acidentado foi retirado dos trilhos cinco horas após o descarrilamento.

O secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, esteve de manhã na estação São Francisco Xavier. Segundo ele, a frota de ônibus foi reforçada. Osório afirmou que a Supervia terá que restituir o dinheiro das passagens.
Marcos de Paula/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

O secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, esteve de manhã na estação São Francisco Xavier. Segundo ele, a frota de ônibus foi reforçada. Osório afirmou que a Supervia terá que restituir o dinheiro das passagens.

Passageiros revoltados xingaram o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, que também esteve no local. Ameaçado de agressão, Lopes teve que ser protegido por seguranças. No meio da confusão e por causa do forte calor - a temperatura máxima na cidade chega a 34 graus nesta quarta-feira - uma mulher desmaiou logo que saiu da estação de trem. Ela foi ajudada pelos próprios passageiros.
Marcos de Paula/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

Passageiros revoltados xingaram o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, que também esteve no local. Ameaçado de agressão, Lopes teve que ser protegido por seguranças. No meio da confusão e por causa do forte calor - a temperatura máxima na cidade chega a 34 graus nesta quarta-feira - uma mulher desmaiou logo que saiu da estação de trem. Ela foi ajudada pelos próprios passageiros.

Agência reguladora dos transportes públicos, a Agetransp divulgou, em nota, que investiga o acidente. "Técnicos da Agetransp foram enviados ao local para proceder perícia e acompanhar o atendimento aos usuários. A Agetransp também deslocou uma equipe para o Centro de Controle Operacional da Supervia para solicitar informações da concessionária sobre o incidente", diz o comunicado. De acordo com a nota, o descarrilamento foi detectado pelo Centro de Monitoramento da agência.
Fábio Motta/Estadão 22/01/14 Composição sai do trilho e provoca caos no sistema de transportes da capital fluminense

Agência reguladora dos transportes públicos, a Agetransp divulgou, em nota, que investiga o acidente. "Técnicos da Agetransp foram enviados ao local para proceder perícia e acompanhar o atendimento aos usuários. A Agetransp também deslocou uma equipe para o Centro de Controle Operacional da Supervia para solicitar informações da concessionária sobre o incidente", diz o comunicado. De acordo com a nota, o descarrilamento foi detectado pelo Centro de Monitoramento da agência.

< >