1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Carandiru

Galeria Fotos
Parente de presidiário, desesperada, pede informações a policiais militares em frente ao Carandiru
Ari Vicentini/AE 01/10/07 Parente de presidiário, desesperada, pede informações a policiais militares

Parente de presidiário, desesperada, pede informações a policiais militares em frente ao Carandiru

Após a ação da polícia, ao menos 111 presidiários foram mortos no Carandiru
Epitácio Pessoa/AE 02/10/07 Corpos de detentos aguardam liberação no IML

Após a ação da polícia, ao menos 111 presidiários foram mortos no Carandiru

Dias após a invasão, conhecida como o Massacre do Carandiru, presos protestam com faixas estendidas nas janelas de suas celas
Itamar Miranda/AE 01/10/07 Presos protestam com faixas estendidas nas janelas de suas celas

Dias após a invasão, conhecida como o Massacre do Carandiru, presos protestam com faixas estendidas nas janelas de suas celas

Cel. Ubiratan Guimarães: comandou a invasão da PM ao Carandiru. Em 2001, foi condenado a 632 anos por 102 mortes de detentos. Em 2006, foi absolvido e, no mesmo ano, assassinado
Arquivo/AE 01/10/07 Cel. Ubiratan Guimarães: comandou a invasão da PM ao Carandiru

Cel. Ubiratan Guimarães: comandou a invasão da PM ao Carandiru. Em 2001, foi condenado a 632 anos por 102 mortes de detentos. Em 2006, foi absolvido e, no mesmo ano, assassinado

Luis Antônio Fleury Filho: governador na época do massacre
Arquivo/AE 01/10/07 Luis Antônio Fleury Filho: governador na época do massacre

Luis Antônio Fleury Filho: governador na época do massacre

Pedro de Campos: Secretário de Segurança Pública na época do massacre
Arquivo/AE 01/10/07 Pedro de Campos: Secretário de Segurança Pública na época do massacre

Pedro de Campos: Secretário de Segurança Pública na época do massacre

Curiosos, parentes e amigos de presidiários aguardam no lado de fora do Carandiru após a polícia invadi-lo para tentar acabar com rebelião, em 02 de outubro de 1992
Heitor Hui/AE 02/10/07 Curiosos, parentes e amigos de presidiários aguardam no lado de fora do Carandiru

Curiosos, parentes e amigos de presidiários aguardam no lado de fora do Carandiru após a polícia invadi-lo para tentar acabar com rebelião, em 02 de outubro de 1992

A rebelião começou com uma briga entre detentos do Pavilhão 9 do Carandiru e terminou com a invasão da Tropa de Choque da Polícia Militar
Reprodução 08/04/13 Carandiru foi palco do maior massacre de presos do Brasil

A rebelião começou com uma briga entre detentos do Pavilhão 9 do Carandiru e terminou com a invasão da Tropa de Choque da Polícia Militar

< >