1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Motim em Cascavel

Galeria Fotos
Ao menos quatro detentos foram mortos - dois decapitados - durante rebelião neste domingo, 24, na PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel), no oeste do Paraná. De acordo com a Polícia Militar, há vários presos feridos e dois agentes penitenciários foram feitos reféns.
CGN - Central Gazeta de Notícias/Divulgação 24/08/14 Rebelião em penitenciária deixa mortos e feridos no Paraná

Ao menos quatro detentos foram mortos - dois decapitados - durante rebelião neste domingo, 24, na PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel), no oeste do Paraná. De acordo com a Polícia Militar, há vários presos feridos e dois agentes penitenciários foram feitos reféns.

De acordo com a PM, o motim começou por volta das 6h, quando os agentes penitenciários se preparavam para servir o café da manhã. Dos 1040 presos, pelo menos 600 teriam aderido ao movimento.
CGN - Central Gazeta de Notícias/Divulgação 24/08/14 Rebelião em penitenciária deixa mortos e feridos no Paraná

De acordo com a PM, o motim começou por volta das 6h, quando os agentes penitenciários se preparavam para servir o café da manhã. Dos 1040 presos, pelo menos 600 teriam aderido ao movimento.

A PM informou também que outros detentos foram feitos reféns, mas não soube informar a situação em que se encontram. Durante a rebelião, os amotinados se concentraram no telhado da penitenciária, que fica próxima do perímetro urbano de Cascavel. Eles destruíram parte da estrutura e atearam fogo em colchões levados até o teto.
CGN - Central Gazeta de Notícias/Divulgação 24/08/14 Rebelião em penitenciária deixa mortos e feridos no Paraná

A PM informou também que outros detentos foram feitos reféns, mas não soube informar a situação em que se encontram. Durante a rebelião, os amotinados se concentraram no telhado da penitenciária, que fica próxima do perímetro urbano de Cascavel. Eles destruíram parte da estrutura e atearam fogo em colchões levados até o teto.

Os presos, em sua maioria, cobriam os rostos e exibiam uma bandeira do PCC (Primeiro Comando da Capital), uma facção criminosa que comanda presídios em vários Estados brasileiros, sobretudo em São Paulo.
CGN - Central Gazeta de Notícias/Divulgação 24/08/14 Rebelião em penitenciária deixa mortos e feridos no Paraná

Os presos, em sua maioria, cobriam os rostos e exibiam uma bandeira do PCC (Primeiro Comando da Capital), uma facção criminosa que comanda presídios em vários Estados brasileiros, sobretudo em São Paulo.

As informações sobre os motivos do movimento ainda são desencontradas, mas os detentos reclamam de maus-tratos e qualidade da alimentação na unidade, que enfrenta a sua primeira grande rebelião desde a sua inauguração em 2007.
CGN - Central Gazeta de Notícias/Divulgação 24/08/14 Rebelião em penitenciária deixa mortos e feridos no Paraná

As informações sobre os motivos do movimento ainda são desencontradas, mas os detentos reclamam de maus-tratos e qualidade da alimentação na unidade, que enfrenta a sua primeira grande rebelião desde a sua inauguração em 2007.

Cinco detentos foram espancados, amarrados e arremessados do telhado da penitenciária. Eles caíram de uma altura de 15 metros. Os feridos permaneceram no local por várias horas até que a equipe de socorristas do Siate do Corpo de Bombeiros teve acesso para atendê-los.
CGN - Central Gazeta de Notícias/Divulgação 24/08/14 Rebelião em penitenciária deixa mortos e feridos no Paraná

Cinco detentos foram espancados, amarrados e arremessados do telhado da penitenciária. Eles caíram de uma altura de 15 metros. Os feridos permaneceram no local por várias horas até que a equipe de socorristas do Siate do Corpo de Bombeiros teve acesso para atendê-los.

< >