1. Usuário
Assine o Estadão
assine

O que você talvez não saiba sobre Steve Jobs

Galeria Fotos
Tim Cook, o principal executivo da Apple atualmente, ofereceu uma parte do seu fígado para Steve Jobs, quando ele lutava contra a doença que comprometia sua vida. Era janeiro de 2009 e Steve Jobs precisava desesperadamente de um transplante. Uma tarde, Cook deixou a casa de Jobs se sentindo profundamente chateado com a situação de Jobs. Ele decidiu fazer um exame de sangue e descobriu que, assim como Steve Jobs, ele tinha um tipo de sangue raro e que poderia ser compatível com o amigo da Apple.
Reprodução da internet 07/04/15 O jovem Steve Jobs

Tim Cook, o principal executivo da Apple atualmente, ofereceu uma parte do seu fígado para Steve Jobs, quando ele lutava contra a doença que comprometia sua vida. Era janeiro de 2009 e Steve Jobs precisava desesperadamente de um transplante. Uma tarde, Cook deixou a casa de Jobs se sentindo profundamente chateado com a situação de Jobs. Ele decidiu fazer um exame de sangue e descobriu que, assim como Steve Jobs, ele tinha um tipo de sangue raro e que poderia ser compatível com o amigo da Apple.

Cook começou a pesquisar e descobriu que seria possível transferir uma parte do seu fígado em vida para outra pessoa que necessitava de um transplante. De acordo com reportagem publicada pela Fast Company, o mais surpreendente é o que vem a seguir: Jobs se negou a aceitar a proposta de Cook, que sabia que poderia fazer o transplante. O atual chefão da Apple lembrou que Jobs disse que jamais deixaria o amigo fazer isso e que ele mesmo jamais faria isso.
Divulgação 07/04/15 Steve Jobs

Cook começou a pesquisar e descobriu que seria possível transferir uma parte do seu fígado em vida para outra pessoa que necessitava de um transplante. De acordo com reportagem publicada pela Fast Company, o mais surpreendente é o que vem a seguir: Jobs se negou a aceitar a proposta de Cook, que sabia que poderia fazer o transplante. O atual chefão da Apple lembrou que Jobs disse que jamais deixaria o amigo fazer isso e que ele mesmo jamais faria isso.

Em uma das visitas a Steve Jobs, chamou a atenção de Bill Gates o fato de a empresa ter um estoque considerável de sucos da marca Odwalla. 'Por que eles compravam o suco de cenoura mais caro do mundo?', pensou. A resposta está na verdadeira fascinação que Jobs tinha pela empresa, a forma como ela produzia o produto - suco, apenas suco - e a maneira como os itens eram oferecidos ao consumidor. É justo falar que Jobs tirou lições dessa empresa para a Apple.
Divulgação 07/04/15 Bill Gates

Em uma das visitas a Steve Jobs, chamou a atenção de Bill Gates o fato de a empresa ter um estoque considerável de sucos da marca Odwalla. 'Por que eles compravam o suco de cenoura mais caro do mundo?', pensou. A resposta está na verdadeira fascinação que Jobs tinha pela empresa, a forma como ela produzia o produto - suco, apenas suco - e a maneira como os itens eram oferecidos ao consumidor. É justo falar que Jobs tirou lições dessa empresa para a Apple.

A presença de Steve Jobs, co-fundador da Apple morto em 2011, ainda paira sobre a gigante companhia do Vale do Silício, na Califórnia (EUA). Tim Cook, atual presidente, disse em entrevista para a revista Fast Company que a sala onde atuava uma das mentes mais revolucionárias da história da tecnologia continua da mesma forma como Jobs a deixou pela última vez.
Divulgação 07/04/15 Tim Cook

A presença de Steve Jobs, co-fundador da Apple morto em 2011, ainda paira sobre a gigante companhia do Vale do Silício, na Califórnia (EUA). Tim Cook, atual presidente, disse em entrevista para a revista Fast Company que a sala onde atuava uma das mentes mais revolucionárias da história da tecnologia continua da mesma forma como Jobs a deixou pela última vez.

A frase é no mínimo provocadora. E vamos logo a ela: “Steve Jobs não seria contratado por 90% das empresas no mundo”. Também é interessante quem a disse: Nolan Bushnell, fundador da Atari Corporation – a lendária companhia de vídeo games que transformou o produto em febre mundial no final da década de 70. De acordo com Bushnell, o modelo das empresas ainda não permite que ‘novos Steve Jobs’ exerçam livremente a sua criatividade
Reprodução internet 07/04/15 Nolan Bushnell

A frase é no mínimo provocadora. E vamos logo a ela: “Steve Jobs não seria contratado por 90% das empresas no mundo”. Também é interessante quem a disse: Nolan Bushnell, fundador da Atari Corporation – a lendária companhia de vídeo games que transformou o produto em febre mundial no final da década de 70. De acordo com Bushnell, o modelo das empresas ainda não permite que ‘novos Steve Jobs’ exerçam livremente a sua criatividade

<a href='http://www.nytimes.com/2014/09/11/fashion/steve-jobs-apple-was-a-low-tech-parent.html' target='_blank'>Nick Bilton</a>, jornalista do<a href='http://www.nytimes.com/2014/09/11/fashion/steve-jobs-apple-was-a-low-tech-parent.html' target='_blank'> New York Times</a>, fez uma revelação interessante. De maneira até surpreendente, o jornalista revela que Steve Jobs era um daqueles pais que limitavam o uso que seus filhos faziam de dispositivos tecnológicos em casa. Em determinado momento de uma conversa entre os dois, Bilton perguntou se os filhos do chefão da Apple adoravam o iPad. Isso foi em 2010, quando o aparelho era o hit do momento. A resposta de Jobs causou surpresa ao jornalista: “Elas (crianças) não usam. Nós limitamos o quanto de tecnologia nossos filhos acessam em casa”.
Reprodução internet 07/04/15 Ipod

Nick Bilton, jornalista do New York Times, fez uma revelação interessante. De maneira até surpreendente, o jornalista revela que Steve Jobs era um daqueles pais que limitavam o uso que seus filhos faziam de dispositivos tecnológicos em casa. Em determinado momento de uma conversa entre os dois, Bilton perguntou se os filhos do chefão da Apple adoravam o iPad. Isso foi em 2010, quando o aparelho era o hit do momento. A resposta de Jobs causou surpresa ao jornalista: “Elas (crianças) não usam. Nós limitamos o quanto de tecnologia nossos filhos acessam em casa”.

< >