1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Envolvimento no mensalão

Galeria Fotos
Marcos de Paula/Estadão 24/02/14
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
Depois de mais de três meses das primeiras prisões pelo mensalão, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, condenado a sete anos e 14 dias de prisão em regime semi-aberto, foi preso no dia 24 de fevereiro. O delator do caso cumprirá pena pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Ed Ferreira/Estadão 05/02/14
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato foi preso na Itália no dia 5 de fevereiro, após operação conjunta das polícias brasileira e italiana. Ele estava foragido desde novembro de 2013. Por ter dupla cidadania, Pizzolato não podia ser extradidato. Ele mesmo comunicou a fuga, em carta divulgada pelo advogado Marthius Sávio Lobato, no dia seguinte à ordem de prisão decretada pelo Supremo Tribunal Federal, em 15 de novembro.
André Dusek/Estadão 04/02/14
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
No dia 4 de fevereiro, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, decretou a prisão do deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), condenado por envolvimento no esquema do mensalão. No começo de janeiro, Barbosa entrou em férias sem assinar o mandado de prisão do petista. Nos bastidores, integrantes da Corte manifestaram insatisfação com a condução das prisões.
Jorge William /Agência O Globo/Estadão 20/01/14
Delúbio começa a trabalhar na CUT em Brasília
Delúbio Soares saiu da prisão pela primeira vez desde que se entregou à Polícia Federal há pouco mais de dois meses. Por volta de oito horas da manhã da segunda-feira, 20 de janeiro, o ex-tesoureiro do PT chegou ao escritório da Central Única dos Trabalhadores, em Brasília, onde deve atuar como assessor da direção nacional da entidade e receberá um salário de R$ 4,5 mil. Condenado a 6 anos e 8 meses de prisão, Delúbio poderá trabalhar durante o dia, de segunda a sexta-feira.
Dida Sampaio/Estadão 13/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi (ou devia estar) preso
Pedro Henry (PP-MT) foi condenado a 7 anos e 2 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele vai cumprir pena em regime semiaberto. Antes de se entregar à Polícia Federal, ele renunciou ao mandato como deputado, seguindo o gesto de Genoino e Valdemar Costa Neto. Na carta de renúncia dirigida ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), o parlamentar reafirmou sua inocência. Ele estava em seu quinto mandato consecutivo na Câmara.
Ed Ferreira/Estadão 13/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi (ou devia estar) preso
O advogado Rogério Lanza Toletino está preso em Belo Horizonte. Ele foi condenado a 6 anos e 2 meses por corrupção ativa e lavagem de dinheiro no processo do mensalão, em regime semiaberto. Rogério Tolentino é amigo pessoal do empresário Marcos Valério Fernandes da Silva, que já cumpre pena no complexo da Papuda, em Brasília (DF). Ele trabalhava com o empresário no escritório em Belo Horizonte.
Frederico Haikal - Hoje em Dia/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
Romeu Queiroz, ex-deputado (PTB-MG) condenado a 6 anos e 6 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, se entregou no dia 15 de novembro na sede da Polícia Federal em Belo Horizonte (MG).
Dida Sampaio/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O ex-vice-presidente do Banco Rural Vinicius Samarane, condenado a 8 anos e 0 meses pelos crimes de lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta, também se entregou no dia 5 de dezembro, após ordem do Supremo.
Marcos de Paula/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O ex-deputado Bispo Rodrigues (PL, atual PR), condenado a 6 anos e 3 meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, se apresentou no dia 5 de dezembro diretamente à Penitenciária da Papuda, em Brasília.
Ed Ferreira/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O Supremo Tribunal Federal começou, a partir do dia 15 de novembro, a emitir os mandados de prisão aos condenados pelo mensalão. O ex-presidente do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato (foto), deveria ter sido preso com o grupo no Dia da Proclamação da República, mas ele havia fugido do País e se refugiado na Itália. Quase três meses depois, no dia 5 de fevereiro, ele foi preso em operação conjunta das polícias brasileira e italiana.
Robson Fernandes/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
Ex-presidente do PT, José Genoino foi condenado a 6 anos e 11 meses por corrupção ativa e formação de quadrilha. Após complicações de saúde no presídio da Papuda, em Brasília, está temporariamente em prisão domiciliar. A Corte reconheceu a imediata execução das penas para os crimes que não são questionados por meio dos chamados embargos infringentes, ou seja, por corrupção ativa. Mas ainda cabe recurso para o crime de formação de quadrilha.
Ed Ferreira/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
José Dirceu, condenado a 10 anos e 10 meses por corrupção ativa e formação de quadrilha, está na penitenciária da Papuda. Ele causou polêmica após pedir para trabalhar em um hotel por salário de R$ 20 mil. A Corte reconheceu a imediata execução das penas para os crimes que não são questionados por meio dos chamados embargos infringentes, ou seja, por corrupção ativa. Mas ainda cabe recurso para o crime de formação de quadrilha.
JB Neto/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, condenado a 8 anos e 11 meses por corrupção ativa e formação de quadrilha, também cumpre pena na Papuda desde o dia 15 de novembro. A Corte reconheceu a imediata execução das penas para os crimes que não são questionados por meio dos chamados embargos infringentes, ou seja, por corrupção ativa. Mas ainda cabe recurso para o crime de formação de quadrilha.
Ed Ferreira/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O publicitário Marcos Valério teve a pena mais alta: foi condenado a 40 anos e 4 meses por corrupção ativa, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e outros três crimes. Ele cumpre pena na Papuda. A Corte reconheceu a imediata execução das penas para os crimes que não são questionados por meio dos chamados embargos infringentes. Mas ainda cabe recurso para o crime de formação de quadrilha.
Celso Junior/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O ex-tesoureiro do PL (hoje PR), Jacinto Lamas, cumpre pena na Papuda. Ele foi condenado a 5 anos de prisão em regime inicial semiaberto por crimes de lavagem de dinheiro, e por corrupção (mas por isto a pena prescreveu). Ele teria sacado R$ 1 milhão do Banco Rural para repassar ao PL.
Frederico Haikal - Hoje em Dia/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O publicitário Ramon Hollerbach, ex-sócio de Marcos Valério, foi condenado a 29 anos e 7 meses por corrupção ativa, formação de quadrilha e outros três crimes. Ele cumpre pena na Papuda. A Corte reconheceu a imediata execução das penas para os crimes que não são questionados por meio dos chamados embargos infringentes. Mas ainda cabe recurso para o crime de formação de quadrilha.
Frederico Haikal - Hoje em Dia/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O publicitário Cristiano Paz, ex-sócio de Marcos Valério, foi condenado a 25 anos e 11 meses por corrupção ativa, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e peculato. Ele está na Papuda, chegou a solicitar transferência para BH, mas mudou de ideia. De acordo com documento entregue pelos advogados ao STF, Paz prefere ficar em Brasília porque considera o local "seguro". Aguarda análise de embargo infringente para o crime de formação de quadrilha.
Wesley Rodrigues - Hj em Dia/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O ex-vice-presidente do Banco Rural José Roberto Salgado, condenado a 16 anos e 8 meses por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e gestão fraudulenta, também está na Papuda. A Corte reconheceu a imediata execução das penas para os crimes que não são questionados por meio dos chamados embargos infringentes. Mas ainda cabe recurso para o crime de formação de quadrilha.
Ed Ferreira/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
A ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabello, ex-sócia de Marcos Valério, foi condenada a 16 anos e 8 meses por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e gestão fraudulenta. Ela será transferida para Belo Horizonte, onde reside sua família. Atualmente, cumpre pena na Penitenciária Feminina do Distrito Federal (Colmeia). A Corte reconheceu a imediata execução das penas para crimes não questionados por embargos infringentes. Mas ainda cabe recurso para formação de quadrilha.
Dida Sampaio/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
Simone Vasconcelos (à dir.), ex-diretora de empresa de Marcos Valério, também será transferida para a capital mineira. Ela foi condenada a 12 anos e 7 meses por corrupção ativa, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e evasão de divisas e está atualmente na Penitenciária Feminina do Distrito Federal (Colmeia).
Andre Dusek/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
Deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenado a 7 anos e 10 meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, se entregou no dia 5 de dezembro, e renunciou a seu mandato de deputado federal. Ele cumpre pena na Papuda. Mesmo assim, terá direito a aposentadoria de R$ 16 mil.
Ed Ferreira/Estadão 06/12/13
STF determina prisão de condenados; veja quem já foi preso
O ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE), condenado a 7 anos e 2 meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, se entregou no dia 5 de dezembro à Polícia Federal em Brasília.