1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Museu do Ipiranga.

Galeria Fotos
Tiago Queiroz/Estadão 01/09/13
Dentro do Museu Paulista
É um trabalho que ninguém vê - afinal, o lugar está interditado desde o último dia 3. Dentro do Museu Paulista, mais conhecido como Museu do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, técnicos e operários escoraram o forro na sala onde havia maior risco de colapso, transferiram parte do acervo para cômodos mais seguros e começam os trabalhos de proteção do salão nobre, onde fica o famoso quadro "Independência ou Morte", de Pedro Américo
Clayton de Souza/Estadão 01/09/13
Dentro do Museu Paulista
o "Estado" teve acesso, com exclusividade, às dependências internas do museu e vistoriou os trabalhos. A situação está sob controle no salão cujo forro estava mais comprometido, no extremo da ala oeste. Ali, uma empresa especializada fez o escoramento. Hoje, o forro está apoiado sobre uma estrutura de madeira montada, emergencialmente, em 48 horas. No teto, camadas de isopor protegem o forro do contato direto com a estrutura. No chão, plástico, feltro e chapas de madeira protegem o antigo piso
Clayton de Souza/Estadão 01/09/13
Dentro do Museu Paulista
"Escoramento é sempre uma situação provisória", explica a diretora do museu, a arquiteta Sheila Ornstein. Ou seja: essas ações servem para garantir a estabilidade do prédio para que o restauro efetivo seja realizado sem riscos para a estrutura. Os próximos cômodos a receber o escoramento, a partir desta semana, são o salão nobre, o auditório e a biblioteca
Raul de Almeida Prado/Divulgação 01/09/13
Dentro do Museu Paulista
O museu no ano de 1927, com imagens do livro "Transformações Urbanas"
Clayton de Souza/Estadão 01/09/13
Dentro do Museu Paulista
Conforme o "Estado" mostrou em novembro de 2012, pedaços de reboco da fachada estavam caindo e o forro de um dos principais salões havia cedido mais de 10 centímetros. A diretoria evita falar em prazo para reabertura, mas não descarta liberar o acesso ao público (ainda que de forma controlada) a partir do ano que vem, ao menos nas alas não comprometidas
Tiago Queiroz/Estadão 01/09/13
Dentro do Museu Paulista
A Universidade de São Paulo (USP), proprietária do museu, reservou R$ 21 milhões para a recuperação do imóvel, tombado pelas três esferas de proteção ao patrimônio - federal, estadual e municipal